MOTION se estruturou dentro de uma profusão de imagens dinâmicas que contribuíram para construção de sentidos múltiplos associados à linguagem da dança, música, acrobacia, teatro e da própria fotografia e cinema, de onde lhe foi emprestado o título. A forma como MOTION se constituiu teve papel decisivo na tessitura de seu conteúdo. Pesquisava temas do cotidiano como a fragilidade do sujeito contemporâneo face à sua solidão diante dos conflitos que se vê obrigado a enfrentar. As abordagens coreográficas foram pesquisadas em torno de movimentos gestuais, cotidianos, espirais e repetições até a exaustão, além de acrobacias e a

técnica de rapel.

O recurso do retroprojetor foi adotado como instrumento de interação

entre imagens e elenco.

photos by Duo Foto&Grafia